DISPARADOR DE RELEASE? NÃO CAIA NESSA

release2705

*Por Juliana Gusmão

O que mais vemos por aí são assessorias de imprensa que prometem entregar excelência no serviço, bons resultados, materiais bem escritos e estratégias que na prática não funcionam. Muitos clientes se encantam pelo belo discurso, mas quando o trabalho começa a ser feito, alguns não entendem o porquê não conseguem dar fluidez no trabalho de assessoria.

Sabe por quê isso acontece? Muitas agências de PR optam pelo disparo de releases ao invés de elaborar um plano estratégico para divulgar determinado assunto na imprensa. Afinal, para muitos é muito mais fácil disparar um material para um mailing infinito de jornalistas do que buscar por um, dois ou três jornalistas de veículos diferentes para tentar emplacar uma matéria fantástica.

O resultado dessa prática pode até trazer um ou outro resultado em sites menores. No entanto, aquele jornalista importante que você precisaria e achou que iria atingir com esse disparo irá apagar o seu e-mail, ou seu remetente poderá cair no spam devido a quantidade de mensagens enviadas todos os dias – ou se você tiver sorte e o jornalista te conhecer – ele pode até dar uma olhada no contexto da mensagem, mas se for assunto de outra editoria, irá descartar a pauta.

Uma curiosidade, você sabia que os sistemas de envio de release disparam cerca de 10 milhões de releases por mês? Agora imagina as dezenas de assessorias que possuem seus próprios mailings. Já pensou um jornalista da editoria de negócios que recebe mais de 400 e-mails por dia e ainda precisa se dedicar a elaboração de matérias e realizar entrevistas exclusivas, ir em eventos e conseguir informações privilegiadas?

O trabalho personalizado requer um pouco mais de tempo, mas tem dado certo. Quanto mais você se dedica a um assunto ou a um cliente, mais chances você tem de conseguir bons e eficientes resultados.

Para finalizar, a prática de enviar o material direto para os jornalistas, telefonar e tentar convencer que o release é bom vai continuar. Mas é preciso definir um método personalizado e manter um relacionamento saudável com pessoas estratégicas, ou seja, colabore mesmo quando não tiver nada a ver com o seu cliente. Escolha bem o que vai mandar e para quem vai mandar. Não seja um disparador de releases!

*Juliana Gusmão é jornalista formada desde 2012 pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com Pós-Graduação em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Com 3 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Coordenadora de Comunicação na PiaR Comunicação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: