3 dicas para ser um bom porta-voz

divulgue-seu-consultorio-de-odontologia-

*Por Renniê Paro

E então você contratou uma agência de PR para fazer a divulgação e gestão de sua marca na mídia. Após imersões, levantamento de informações, briefings e direcionamento estratégico, começa-se a fazer a roda girar. Tudo muito lindo, tudo muito bom…

Após algum tempo (porque, como falamos anteriormente, não é de um dia para o outro que sua empresa estará nos principais veículos de comunicação), sua equipe te aciona para uma entrevista em um dos maiores jornais do segmento em que sua startup atua. Como agir?

Antes de passar algumas dicas básicas para ser um bom porta-voz, vale lembrar que você será “o rosto” da empresa e, portanto, a imagem que passa fará toda a diferença. Vamos lá:

Entenda a mídia para a qual você vai falar: não é bacana quando um jornalista que vai te entrevistar pesquisou sobre sua empresa e mercado, demonstrando preocupação e interesse? Pois o contrário também é verdade. É muito chato chegar para conversar com um professional de comunicação sem sequer saber que tipo de matérias o jornal dele aborda ou mesmo quais são os temas que cabem no escopo daquele jornalista. Portanto, pesquisar um pouco sobre o veículo e o jornalista demonstrarão interesse, respeito e pode fazer a entrevista fluir muito melhor

  • Termos técnicos não são tão bem-vindos: dependendo do seu setor de atuação é claro que há termos técnicos, mas ao conversar com um jornalista, palavras muito rebuscadas não são tão bem-vindas. Isso pode causar uma confusão desnecessária ao até mesmo impactar negativamente uma matéria, devido à não compreensão do conceito. Procure simplificar ao máximo e até mesmo dar exemplos práticos para ilustrar situações que possam ser mais complexas.
  • Promessas são dívidas: durante uma entrevista é provável que o jornalista pergunte um pouco sobre seu mercado, como andam concorrentes, ou mesmo previsões e tendências. Caso você tenha em mãos esses dados (e não sejam confidenciais ou anti-éticos – sim, falar mal de concorrentes não é legal), passe para o jornalista. Caso não tenha, não prometa que passará depois. A palavra de um empreendedor deve ser também seu cartão de visitas e não cumprí-la poderá prejudicar sua imagem e da startup.
  • Essas são apenas três dicas simples para te ajudar no dia-a-dia, quando for abordado por um jornalista. Lembre-se: o primordial é ser gentil, solícito e, claro, falar apenas aquilo que for real e que possa ser comprovado. Dessa forma, o jornalista encontrará em você uma fonte confiável.

*Renniê Paro é jornalista formada desde 2008 na Universidade Paulista, com pós graduação em Comunicação Organizacional na FMU. Com 10 anos de experiência em Assessoria de Imprensa, já atuou na comunicação de empresas de diversos segmentos e atualmente é Coordenadora de Comunicação na PiaR Comunicação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: